Compromisso com a excelência

Conheça a experiência de quatro cooperativas que melhoram sua governança com o apoio do PDGC

Farol Conteúdo
20/10/2021

Em São Paulo, uma cooperativa se destaca pelo compromisso com a excelência da gestão: o Sicoob Coopmil. Fundada em 1989, a singular atende cerca de 60 mil associados, entre policiais militares e civis, servidores da Secretaria de Segurança Pública, pensionistas, funcionários da Cruz Azul e das Guardas Civis Municipais. São mais de vinte anos a serviço de um público exigente, trazendo resultados. Por isso, hoje o Sicoob Coopmil conta com 35 postos de atendimento espalhados em todo o estado, incluindo a capital  paulista. 

Apesar do histórico de sucesso, a cooperativa decidiu avaliar sua gestão em 2014 e se deparou com um amplo campo de evoluções necessárias. Na época, ainda não havia o Programa de Desenvolvimento da Gestão das Cooperativas. 

Por isso, a diretoria optou por um outro modelo de avaliação: o CMMI (sigla em inglês para Modelo Integrado de Maturidade em Capacitação). “O processo do CMMI tem cinco níveis de maturidade. Naquela oportunidade, quando nós fizemos essa avaliação, chegamos à conclusão de que estávamos apenas no nível dois, então havia muito espaço para melhorias”, explicou o diretor de Negócios do Sicoob Coopmil, Coronel Wellington Venezian. 

Logo no início, a singular estabeleceu metas ambiciosas. “Queríamos que todos os processos ligados ao associado fossem certificados pela ISO 9001/2015. Conseguimos a certificação em 2016. Fomos a segunda instituição no Brasil a conquistá-la; com isso, subimos para o nível três no CMMI”, recorda.

Ao saber do lançamento do PDGC, Venezian optou por mudar de programa de avaliação de gestão. “Nós precisávamos de um apoio mais robusto, né? Que pudesse levar a cooperativa à excelência, à maturidade e que tivesse relação direta com o nosso modelo de negócios. Por isso, adotamos o PDGC.” 

Já em 2017, a cooperativa foi reconhecida na categoria Bronze pelo Prêmio SomosCoop Excelência de Gestão, no estágio “Compromisso com a Excelência”. Em 2019, foi prata na mesma categoria. Decidiram, então, que este ano buscarão o reconhecimento na modalidade “Rumo à Excelência”, o último estágio premiável (já que o nível “Excelência” ainda não está disponível). O objetivo é alcançar o último estágio em 2025, ou seja, depois de dois ciclos no “Rumo” certo. 

O que nós buscamos é fazer do Sicoob Coopmil uma organização de referência nas melhores práticas de governança e gestão do Ramo Crédito. Sabemos que essas práticas geram resultados e, acima de tudo, a sustentabilidade do nosso negócio”, resume o coronel. 

===============================================================================================
Norma ISO 9001 2015 incentiva a qualidade dos processos de uma organização, por meio da aplicação de importantes requisitos, como: planejamento das atividades; definição de metas; implementação de planos de ação; e relacionamento com clientes, fornecedores e colaboradores

===========================================================================

QUALIDADE NO RIO GRANDE DO SUL

Os gaúchos têm no analista técnico do Sescoop/RS Guilherme Quadros uma referência para tirar dúvidas e ficar por dentro do PDGC. “O programa é ferramenta indispensável no momento que vivemos. O diagnóstico da governança e da gestão gera insumos para a melhoria contínua e a sustentabilidade das nossas cooperativas, seja qual for o seu ramo, porte ou tempo de atuação”, diz. Foi a partir das indicações dele que a Saber Cooperar chegou a dois cases de sucesso em relação ao PDGC no estado: a Unimed Central de Serviços, de Canoas (RS); e a Sicredi UniEstados, de Erechim (RS).

“A Sicredi UniEstados teve início em 14 de abril de 1981, quando um grupo de agricultores de Erechim juntou forças para constituir a sua cooperativa de crédito. Em 1992, ingressamos no Sicredi e passamos a fazer parte de um sistema nacional, fato que fortaleceu a nossa atuação local. Em outubro de 2006, com uma estrutura já sólida e bem-vista pelo Banco Central, conseguimos aprovação para nos tornarmos uma cooperativa de Crédito de Livre Admissão de Associados, passando a atender outros públicos, além do rural”, lembra o coordenador de Processos e Qualidade da Sicredi UniEstados, Iran Joel Bandurka.

O que era uma cooperativa pequena tornou-se, com o tempo, uma gigante. Desde 2006, expandiu-se para Santa Catarina e, mais recentemente, para Minas Gerais, somando 105 mil associados em 45 municípios nesses três estados. Era, claro, preciso organizar a gestão e ter instrumentos corretos para crescer mais e melhor.

A caminhada da Sicredi UniEstados no PDGC começou em 2015, no nível Primeiros Passos. No ano seguinte, avançamos para o Compromisso com a Excelência, permanecendo de 2016 a 2019. Em 2020, identificamos que estávamos preparados para novamente nos desafiar e avançar para o nível Rumo à Excelência. A cultura da Excelência foi se consolidando nestes anos, embasada nos fundamentos da Excelência e, principalmente, no olhar do PDGC para a melhoria contínua”, destaca Iran.

Para trabalhar no PDGC, a cooperativa estabeleceu seis etapas estratégicas, que passam pela análise do ciclo anterior, a construção do plano de trabalho, a revisão de práticas de governança e gestão, a avaliação de resultados, a participação no Ciclo do PDGC e, a cada biênio, a participação no Prêmio SomosCoop Excelência de Gestão.

“O PDGC, em todos os seus ciclos, nos deixa a validação do trabalho e as lições aprendidas, nos motivando a seguirmos em frente, buscando, cada vez mais, construir uma cooperativa sólida, sustentável e inovadora”, arremata Iran.

Já a Unimed Central de Serviços-RS tem sede em Canoas, no Rio Grande do Sul. Ela presta serviços para as cooperativas do Sistema Unimed, hospitais, clínicas, laboratórios e cooperativas de crédito de todo o Brasil.

Desde 2009, a entidade tem como norteador de suas atividades e estratégias o Modelo de Excelência em Gestão (MEG) — metodologia também criada pela Fundação Nacional da Qualidade para avaliar a maturidade da gestão das organizações. Mas a Unimed Central de Serviços encontrou no PDGC a oportunidade de potencializar o processo de aprendizado organizacional, no que tange às boas práticas de gestão e governança. Em 2019, participou pela primeira vez, e foi possível identificar e promover as melhorias necessárias ao seu desenvolvimento.

Em função da pandemia da Covid-19, a cooperativa enfrentou diversos desafios, como a adoção do teletrabalho pela maior parte de seus 318 colaboradores. Foi a oportunidade, porém, de tornar a cooperativa mais conectada e digital.

Para o diretor-presidente da Unimed Central de Serviços, Jorge Guilherme Robinson, “a participação no PDGC é um estímulo permanente para mantermos o nosso nível de prontidão para a gestão da Cooperativa, e a participação no Prêmio é uma oportunidade de termos uma avaliação externa qualificada sobre as nossas práticas e os nossos resultados”.

QUALIDADE TAMBÉM EM MATO GROSSO E EM RORAIMA

Sediada em Sorriso (MT), município considerado a capital brasileira do agronegócio, a Sicredi Celeiro MT RR participa do PDGC desde 2015 — segundo ano de premiação. 

A gente sempre tem um olhar mais interno da nossa cooperativa, né? E nós procurávamos uma visão externa do nosso processo de governança, das nossas práticas. Foi quando conhecemos o PDGC. Vimos no programa uma oportunidade de ter um olhar especializado, de uma entidade que conhece o cooperativismo e seria capaz de mostrar se estávamos caminhando no rumo certo.  Foi isso o que nos levou a, no primeiro momento, buscar a participação no PDGC. Não tínhamos a ambição de configurar entre as melhores classificadas, os melhores pontuados”, lembra o diretor executivo Marcio Luiz de Abreu.

Se o processo foi despretensioso, também despretensiosamente, já no primeiro prêmio, a Sicredi Celeiro MT RR conquistou a medalha de prata na categoria Primeiros Passos. 

“Em 2017, nos inscrevemos de novo, já no segundo nível (Compromisso com a Excelência). Uma grande felicidade aqui pra toda a equipe: a gente conquistou a posição Ouro dentro dessa categoria. Com isso, cada vez mais, a expectativa aumenta. A vontade de melhorar, de realmente se superar, fez com que, em 2019, nos  inscrevessemos na categoria Rumo à Excelência, conquistando a Prata. Agora, queremos seguir melhorando para conquistar o Ouro nessa categoria”, revela Márcio.

Com 31 anos de história, 380 colaboradores atuando em oito municípios mato-grossenses, a Sicredi Celeiro ganhou, em 2020, a autorização do Banco Central para atuar; também em todo o estado de Roraima. São, hoje, 75 mil clientes só em Mato Grosso, e serão muito mais quando forem instalados os pontos de atendimento no novo estado de atuação —- no momento, estão na pré-implantação desses pontos. 

Está vendo só? Não é à toa que a cooperativa segue crescendo, mesmo em um ano difícil como o pandêmico 2020. Se quiser o segredo do sucesso, ele está nas quatro letrinhas que dão título a essa reportagem: PDGC!


Esta matéria foi escrita por  Por Morillo Carvalho e está publicada na Edição 34 da revista Saber Cooperar. Baixe aqui a íntegra da publicação


Leia outras notícias da revista Saber Cooperar

  • 2020 © Somos Coop. Todos os direitos reservados.