Cooperação Além Mar

Sistema OCB levou a cultura da cooperação à Botsuana, um dos países mais exuberantes da África

Farol Conteúdo
06/08/2020

Nome do projeto: Fortalecimento do cooperativismo e associativismo rural em Botsuana.

Diferencial: projeto intercooperativo que leva um pouco do saber cooperativista do Brasil para a África.



 

 

Tem DNA brasileiro no cooperativismo de Botsuana, país africano com cerca de 2 milhões de habitantes. Em uma terra de clima desértico e paisagem inóspita, o solo nem sempre produz o que poderia. A maioria dos alimentos do país é importada de outras nações. Justamente por isso, as cooperativas podem causar um forte impacto na melhoria da vida dos botsuaneses.

Ciente disso, os governos de Brasil e Botsuana assinaram um acordo de cooperação técnica em 2005. E como legítimo representante do cooperativismo no Brasil,  o Sistema OCB foi convidado — juntamente com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) — a colaborar com o fortalecimento desse modelo de negócio na região. 

Ao longo dos últimos anos, a equipe do Sistema OCB tem se esforçado para transmitir ao governo e aos cooperados botsuaneses a experiência brasileira em cooperativismo. O resultado foi a constituição de uma cooperativa de horticultores, que cresce a olhos vistos e já é referência em Botsuana, servindo de modelo para outros setores econômicos do país. 

A Cooperativa de Horticultores de Kweneng North beneficia 47 famílias de produtores rurais da região de Lentseletau e dedica-se à produção de hortaliças diversas. Ela é tão competitiva que foi, inclusive, escolhida para fornecer alimentos para o governo local. 

 


Esta matéria foi escrita por Farol Conteúdo e está publicada na Edição 23 da revista Saber Cooperar. Baixe aqui a íntegra da publicação


 

Leia outras notícias da revista Saber Cooperar

  • 2020 © Somos Coop. Todos os direitos reservados.