De mãos dadas

Ela já fundou duas cooperativas e hoje lidera com pulso firme o Sistema OCB do Maranhão.

Farol Conteúdo
06/05/2022

Aureliana Rodrigues Luz

Atravessar o temporal de pé enxuto: essa é a meta que Aureliana Rodrigues Luz, 49 anos, se impõe quando está diante de dificuldades. Presidente da Unidade Estadual do Sistema OCB no Maranhão, ela traz da Assistência Social (sua área de formação) uma série de contribuições para tornar o cooperativismo uma via de emancipação para as mulheres. 

Nas andanças pelo estado, Aureliana se reúne com as cooperadas e as estimula a participar do dia a dia de suas organizações. As ações de promoção da equidade de gênero já surtiram efeito e fizeram com que a participação feminina alcançasse 30% no cooperativismo maranhense.

As mulheres foram galgando posições de liderança no cooperativismo, desenvolvendo áreas e funções que outrora eram exclusivamente ocupadas por homens. Mas sabemos que ainda existe significativa resistência e preconceitos contra a potencialidade feminina”, alerta a executiva, que foi a responsável pela criação de duas cooperativas: uma de pescadores e outra de marisqueiros. 

Em meio à pandemia, a presidente do Sistema OCB-Sescoop do Maranhão incentivou as cooperativas a investirem nos cursos a distância e a buscar caminhos de intercooperação.

Por incrível que pareça, nos aproximamos mais, fizemos mais parcerias e só assim atravessamos esse temporal de pé enxuto”, conta Aureliana. 

“Estamos agora mantendo nossas conexões com os parceiros, na certeza de que esses desafios serão vencidos e o cooperativismo continuará contribuindo para o desenvolvimento social, político e econômico.”


Esta matéria foi escrita por Juliana Nunes e está publicada na Edição 37 da revista Saber Cooperar. Baixe aqui a íntegra da publicação


Leia outras notícias da revista Saber Cooperar

  • 2020 © Somos Coop. Todos os direitos reservados.